quarta-feira, 24 julho 2019 02:27
Atualidade

Novo ensaio com vacina e resultados iniciais do primeiro teste com implante PrEP conhecidos na IAS 2019

Estudos divulgados no terceiro dia da IAS 2019 dão novo fôlego à área da prevenção do VIH/SIDA, incluindo avanços na profilaxia pré-exposição (PrEP) oral, implantes de ação prolongada e vacinas.

Resultados promissores abrem caminho para PrEP implantável

O Dr. Randolph P. Matthews, dos Estados Unidos, divulgou resultados precoces, mas promissores sobre uma possível forma implantável de PrEP. Denominada "First-in-human trial of MK-8591-eluting implants”, este implante demonstrou “uma concentração adequada para profilaxia para VIH por um mínimo de um ano".

A investigação consistiu num ensaio clínico de fase I, com dupla-ocultação, que avalia os resultados de um implante com MK-8591 – um novo inibidor nucleosídeo de translocação de transcriptase reversa – ou implante placebo, colocado em doentes durante 12 semanas.

Os resultados do estudo demonstraram que “o implante foi bem tolerado e distribui eficazmente os níveis neessários de MK-8591", o que, na opinião dos autores do projeto, “será suficiente para, pelo menos, um ano de tratamento”.

Novo ensaio com vacina anunciado

Foi apresentada uma análise do estudo ASCENT, projetado para avaliar a segurança e tolerabilidade e as respostas de anticorpos Env-específicos a dois antigénios em mosaico.

Este é um estudo de fase II randomizado e controlado por placebo de adultos saudáveis, de baixo risco e VIH negativo, levado a cabo no Quênia, Ruanda e Estados Unidos da América. O estudo constatou que ambos os regimes foram bem tolerados e imunogénicos.

Com base nestes resultados, as autoridades de saúde dos países envolvidos anunciaram, na semana passada, planos para conduzir um novo ensaio de fase III para avaliar a eficácia da vacina contra o VIH, denominado “Mosaico”, em vários locais de investigação clínica na América do Norte, América do Sul e Europa.

"Estes são tempos muito promissores na pesquisa de vacinas contra o VIH, com múltiplos ensaios clínicos de eficácia em andamento, novas abordagens no desenvolvimento e uma sensação crescente de que podemos estar próximos de uma vacina eficaz", referiu o Dr. Roger Tatoud, diretor da Global HIV Vaccine Enterprise.

Novas evidências sobre acesso à PrEP no próprio dia

Investigadores analisaram a segurança e benefícios de disponibilizar no próprio dia o acesso a PrEP a homens que fazem sexo com homens (HSH). O estudo decorreu no Brasil, México e Peru e demonstrou ser seguro e possível.

HSH são responsáveis pela maioria das novas infeções pelo VIH na América Latina, mas a utilização da PrEP é ainda limitada. Neste estudo de demonstração em larga escala, HSS e mulheres transsexuais foram selecionados e, se elegíveis, receberam no mesmo dia PrEP com TDF/FTC para 30 dias. A grande maioria dos HSH continuou a tomar PrEP nos primeiros 120 dias e uma alta percentagem aderiu aos medicamentos.

Subscrever Newsletter do Congresso

Agenda

jul21
12:30 - 14:30
Palacio de Iturbide 3
jul21
19:30 - 20:30
Sala A

Área Reservada

OS DADOS, OPINIÕES E CONCLUSÕES EXPRESSOS NESTE ESPECIAL DIGITAL NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE OS PONTOS DE VISTA DA VIIV HEALTHCARE MAS APENAS OS DOS AUTORES. A VIIV HEALTHCARE NÃO SE RESPONSABILIZA PELA ATUALIDADE DA INFORMAÇÃO, POR QUAISQUER ERROS, OMISSÕES OU IMPRECISÕES.

Pesquisa